Autor

29 de março de 2011

Navegação à vista!

  
Estou farto de ver os ditos representantes dos professores serem incongruentes! Não me importo que os políticos o sejam! Não sou político. Agora, admito que me custa dirigir a falta de congruência de alguém que quer falar em nome dos professores!

O sindicato de professores com maior mediatismo tem que saber assumir os seus erros e deixar de assobiar para o lado, esperando que momentos menos felizes e posições erradas transitem para o esquecimento! Não gosto de ver a classe docente "carimbada", na opinião pública,  por isto e por aquilo, graças a argumentos que lhe são entregues por quem mais não faz do que colher os louros do trabalho dos outros!

Chega!
Chega de ouvir, aquando da assinatura de um acordo: "Já tínhamos saudades de uma boa negociação"!
Chega de os ver navegar à vista quer pelo mediatismo, quer por agendamentos próprios!
Chega de os ver colher os louros das posições tomadas em diversas escolas para suspender a ADD!
Chega, até, de os ver colher os louros de uma posição parlamentar que nem tão pouco sabiam que iria acontecer!
Chega!

Pela primeira vez estou tentado a ser a favor da divisão da carreira em duas categorias! Sim! Duas categorias!  A categoria de professor lectivo e a categoria de professor distinto! Sendo que nesta última categoria devem ser incluídos todos os distintos professores que ocupam cargos sem componente lectiva fora das escolas, sendo eles todos aqueles distintos, desde os sindicalistas, até aos que ocupam cargos distintos no ME.
             
Que não pensem alguns sindicatos, que por ser hora de unir, que estão reunidas as condições para branquearem os seus erros do passado, numa espécie de silêncio promulgado pela necessidade da união! Enganam-se se assim pensam!

“Podeis enganar toda a gente durante um certo tempo; podeis mesmo enganar algumas pessoas todo o tempo; mas não vos será possível enganar sempre toda a gente.” Abraham Lincoln

1 comentário:

Ana disse...

"Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta." (Albert Einstein)

Sempre "atentamente",

Ana