Autor

1 de junho de 2011

Por conta do dia de reflexão...

... aqui fica mais uma pérola da verdade que tem pautado os últimos seis anos.


"FMI divulga documento em que Teixeira dos Santos e Carlos Costa se comprometem com uma "redução substancial" da taxa social única.
A taxa social única (TSU) promete voltar a entrar na campanha eleitoral. O Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou hoje o memorando acertado com Portugal onde o Governo se compromete com uma "redução substancial" da TSU, algo até agora sempre negado por José Sócrates.

No documento prevê-se ainda que essa redução possa ser compensada por mexidas no IVA, cortes adicionais na despesa ou subidas em outros impostos que não afectem a competitividade."

1 comentário:

Anónimo disse...

Colega, há uns tempos fiz aqui um reparo devido a não ter sido publicitado que os contratados também podem concorrer ao prémio nacional de professor.
Se me premite vou fazer outro: as escolas receberam recomendações das DREs para não procederem ao pagamento da caducidade dos contratos.
Peço desculpa por estar a intrometer-me no seu blog, mas sofro com o marasmo e a falta de mobilização (sindical e cibernauta)em prol da defesa dos(pouquíssimos) direitos dos contratados.
Estou convicta que se TODOS OS CONTRATADOS SE UNISSEM VERDADEIRAMENTE a sua situação profissional melhoraria assim como a escola e o ensino em Portugal.