Autor

23 de agosto de 2011

Falsos DACL.


Aquando da indicação da componente lectiva, havia três opções na aplicação: Não/Sim/Não Aplicável. Nunca entendi a última opção, talvez por falta de informação.

Porém há colegas em Mobilidade numa DRE (2010/11), com componente lectiva na escola de quadro, à qual foram requisitados, que foram assinalados com a opção: Não Aplicável.

Não entendo! Mas com certeza haverá uma explicação que me está a escapar.

Com esta situação, há casos em que os professores contratados no lugar dos colegas em Mobilidade tiveram por parte das escolas a concordância da renovação e outros que não, pelas escolas não saberem, nem se informarem o que decorrerá do: Não Aplicável.

Acresce como informação que esses colegas em Mobilidade, com componente lectiva na escola de quadro, concorreram a DACL, pelo que poderão ficar colocados numa qualquer escola da sua preferência onde existam professores contratados.

Quanto aos lugares que libertam na escola de quadro, se não chegar nenhum outro DACL, haverá professores contratados que renovam e outros que, graças à competência da direcção, não renovarão.

Isto tudo porque os colegas em Mobilidade têm a vida organizada na zona da DRE sendo a escola de quadro noutra zona do país, e também porque só se vendem malas a professores contratados!

Independentemente de tudo, a questão é: Como é possível professores com componente lectiva concorrerem a DACL?

Sem comentários: