Autor

Partilhar.

segunda-feira, 22 de Agosto de 2011

De olhos postos nos professores...


Enquanto a classe docente vai negociando a questão da avaliação de desempenho, a restante função pública está atenta ao seu desfecho, nomeadamente, à isenção de alguns (40.000) docentes.

Nuno Crato, mal aconselhado, pode estar sem querer a comprar uma guerra de vários proprietários, alguns dos quais apresentarão a factura a outros ministérios!

Situações destas são susceptíveis de acontecer quando se tem uma tendência muito grande de se olhar demasiado para o umbigo, sobretudo quando se é especialista e não generalista…

Fiquemos atentos!