Autor

16 de janeiro de 2012

Desdobramentos nas Ciências - Das três, uma...

Fernando Reis, director-geral da DGIDC (no dia 12 de Dezembro, dia da apresentação da proposta):

Jornal de Notícias, 13 de Dezembro de 2011

Nuno Crato (no dia 10 de Janeiro, dia da audição da Comissão de Educação, Ciência e Cultura - ver ao minuto 1:24:30):



Isabel Leite, Secretária de Estado do Ensino Básico e Secundário (no dia 13 de Janeiro, no encontro com directores de escolas de Lisboa e Vale do Tejo - som TSF):



"A secretária de Estado do Ensino Básico e Secundário, Isabel Leite, explicou que numa carga semanal de três horas, duas delas serão para «apresentação teórica», sendo a restante para a parte experimental.
As turmas serão divididas em duas, fazendo com que metade tenha a hora da parte laboratorial de Físico-Química numa semana e a outra metade a parte experimental de Ciências Naturais, «sendo que na semana a seguir trocam as metades de turmas», acrescentou."


1 comentário:

Anónimo disse...

Este ministro e companhia querem fazer de nós parvos.
Como é que, de acordo com o que disse a secretária de estado, um aluno tem 6 tempos semanais de CN+FQ? Dá 5. Só que numa semana é 5 (2FQ+3CN) e noutra é 5 (2FQ+3CN).