Autor

6 de junho de 2012

No Blogue A Educação do meu Umbigo: "Pequenas Dúvidas Sobre A Organização Do Próximo Ano Lectivo"



  • As fórmulas apresentadas para calcular créditos horários com base nas classificações externas e internas, nomeadamente o indicador de eficácia educativa (já agora porque se designa EFI e não IFE? transposição de uma designação anglófona?), a calcular apenas em Agosto, como vão permitir preparar os horários disponíveis para efeitos de preenchimento de vagas?
  • Como vão ser feitos os cálculos nos casos dos mais recentes megas? Vai a nova unidade orgânica agregar os resultados de escolas e agrupamentos anteriormente com desempenhos bem distintos? E as CAP em nomeação estão em condições de aplicar estas novas medidas a novas unidades de gestão, com novos quadros de pessoal?
  • Confirma-se que serão dirigidos mais apoios para escolas com melhores desempenhos em exame, penalizando as que têm pior desempenho, agravando a sua situação, sem qualquer medida destinada a combater as dificuldades?

1 comentário:

Anónimo disse...

Ainda bem que o Guinote nos últimos tempos abriu mais os olhos e já vai tendo pequenas dúvidas.
Mas por lá ainda não se trata muito bem quem seja crítico, chame-se Silva, Censurado ou qualquer outro.