Autor

4 de janeiro de 2013

Concurso IEFP - Onde está o direito à igualdade?

Consideremos como exemplo as vagas abertas para o Serviço de Formação Profissional do Centro de Emprego e Formação Profissional de Braga abrangido pela NUT III do Cávado. Esta NUT compreende só 6 dos 14 concelhos do distrito de Braga.
Ave - NUT com maior número de concelhos (7 em 14) do distrito de Braga. 

Concelhos do Distrito de Braga

Sabendo que possuir residência permanente na NUT do serviço é um factor de bonificação na graduação, a questão que me ocorre é a seguinte:

Para vagas de que serviço é que os candidatos de metade dos concelhos do distrito de Braga, nomeadamente dos concelhos de Vieira do Minho, Póvoa de Lanhoso, Cabeceiras de Basto, Fafe, Vizela, Guimarães e Vila Nova de Famalicão, que pertencem à NUT III do Ave, e ainda de Celorico de Basto que pertencem à NUT do Tâmega, têm o direito de igualdade de poder concorrer com a bonificação conferida pela residência?

Para nenhuma vaga! Porque não há nenhum Serviço de Formação Profissional nas NUT do Ave e do Tâmega! 
Serviços de Formação Profissional 
Direcção Regional do Norte
E há muito mais exemplos, idênticos a este, pelo país! Pelo que tenho fortes dúvidas que o direito à igualdade não esteja a ser violado neste concurso!

2 comentários:

Germana disse...

Sendo eu de Famalicão, foi exatamente esse um dos comentários/perguntas que fiz, hoje na entrevista a que fui submetida no IEFP de Braga!!!!!!!!!??????

educar A educação disse...

Germana,

E a resposta que lhe deram também foi a de que "não podemos ter um centro de formação em cada NUT"?

Será que isto vai passar entre os pingos da chuva!?
Vai!

Um abraço.