Autor

6 de junho de 2013

Governo generoso queria adiar a mobilidade dos professores para depois das eleições

Sindicatos de professores rejeitam adiamento da mobilidade e mantêm greve


"Aplicação da mobilidade especial poderia ter sido adiada para 2015. Sindicatos consideraram que era pouco.
(...)
Em vez da entrada em vigor da mobilidade especial para os professores a partir de 1 de Fevereiro de 2014, como consagrado no diploma, propunha-se que esta pudesse ser adiada para 2015." 

Sem comentários: