Autor

30 de novembro de 2013

GREVE na próxima quinta-feira, 5 de Dezembro


Há coisas que não se pedem

Estamos certamente perante uma atitude de reconhecimento quando um sujeito que consegue acabar com a celeuma da avaliação de desempenho dos professores cria a vozearia da prova para candidatos a professores contratados. Acredito que mais não faz do que trabalhar para o estado de graça do sucessor da mesma forma que as suas antecessoras trabalharam para o seu.
Quando não se tem a coragem de assumir o inimigo (entenda-se: professores do sistema e necessários ao sistema) dá-se força de lei a uns palpites mal pensados a partir da mesma cabeça cuja boca verbalizou o popularuxo discurso do eduquês.
Sai palpite atrás de palpite com destaque para o de uma espécie de reforma curricular, pensada numa noite mal-dormida, em que sobressaiu a aritmética de uma engenharia curricular cujo projecto é fazer baixas no inimigo. 
A polémica à volta da prova advém tão somente da alteração à sua regulamentação. Necessária porque a anterior regulamentação, por dispensar a maioria professores com experiência, não tinha sido pensada para agilizar o número desejado de baixas no inimigo - faltava este palpite. 
Expor os professores na praça pública com o objectivo de os achincalhar e reduzir, através de prova pública que mais não lhes garante do que continuar a dar aulas nas mesmas condições de precariedade, é o mesmo que pedir aos ministros do governo que vão para a casa dos segredos para termos o prazer de expulsar um a um até ao fim do governo programa - há coisas que não se pedem.

Hoje no Expresso: Alunos brilham na prova dos professores


28 de novembro de 2013

... mais do mesmo cretinismo!

Mais locais e mais tempo para prova de contratados 
"Até agora dia limite para a inscrição, foram 37 mil dos docentes sem vínculo que se inscreveram na prova de avaliação que lhes permitirá concorrer no próximo ano lectivo. Mas o Ministério da Educação e Ciência (MEC) vai alargar o prazo até 2 de Dezembro e aumentar o número de locais onde será possível realizar o exame."

19 de novembro de 2013

Fora de horas: Publicado o aviso de abertura relativo à inscrição dos candidatos para a realização da prova de avaliação de conhecimentos e de capacidades para o exercício da função docente

  • Ministério da Educação e Ciência - Instituto de Avaliação Educativa, I. P.
    É publicado o aviso de abertura relativo à inscrição dos candidatos para a realização da prova de avaliação de conhecimentos e de capacidades para o exercício da função docente, no qual se explicitam os procedimentos a adotar pelos candidatos, prazos de inscrição e locais de realização da prova

Publicitação das listas de Reserva de Recrutamento 10 - 2013/2014

Candidatos à Contratação



Docentes de Carreira




Retirados (Docentes de Carreira e Contratação)

29ª tranche!!!



Pelo Agrupamento de Escolas do Cerco, para um horário do grupo 910, já se vai na 29ª tranche de candidatos! O que supostamente significa que já foram notificados 145 professores para 1 horário!

O modelo do concurso de Contratação de Escola é mesmo eficiente... 

12 de novembro de 2013

A escola pública com melhor média nacional no 4º ano faz parte do Agrupamento com piores médias no concelho de Fafe nos 4º, 6º e 9º anos

Quando hoje abri o sítio do Agrupamento de Escolas de Montelongo na internet vi a seguinte publicação:


Do mesmo modo que me parece que o conteúdo da notícia é motivo de satisfação, surpreende-me não ter lido outra publicação com a análise da posição do Agrupamento no ranking concelhio. 
Será que essa análise não será publicada porque o Agrupamento tem as piores médias do concelho nos três ciclos de ensino básico?

Não me admiro que por lá, nas conversa sobre o ranking, apenas se aborde o sucesso da Escola Conde Ferreira desconsiderando-se que o Agrupamento tem as piores médias do concelho nos 4º, 6º e 9º anos de escolaridade.

Quem se expõe para mostrar o bom não pode ter a cobardia de ocultar o mau, ou pior do que isso, alegadamente esconder o insucesso com a publicação de uma boa notícia.


Ranking dos Agrupamentos do concelho de Fafe

4º ano

Agrupamento de Escolas Professor Carlos Teixeira - 2,83
Agrupamento de Escolas de Fafe - 2,70
Agrupamento de Escolas de Montelongo - 2,43


6º ano

Agrupamento de Escolas de Fafe - 2,88
Agrupamento de Escolas Professor Carlos Teixeira - 2,83
Agrupamento de Escolas de Montelongo - 2,45


9º ano

Agrupamento de Escolas Professor Carlos Teixeira - 2,47
Agrupamento de Escolas de Fafe - 2,29
Agrupamento de Escolas de Montelongo - 2,19


Ranking do 4º ano do ensino público em Fafe

4º ano

Agrupamento de Escolas Professor Carlos Teixeira - 2,83
Agrupamento de Escolas de Fafe - 2,70
Agrupamento de Escolas de Montelongo - 2,43

Publicitação das listas de Reserva de Recrutamento 09 - 2013/2014

Candidatos à Contratação



Docentes de Carreira




Retirados (Docentes de Carreira e Contratação)

No blogue: A Educação do meu Umbigo - O Convite Para Classificador@ Da Prova De Acesso À Carreira Docente

O Convite Para Classificador@ Da Prova De Acesso À Carreira Docente

11 de novembro de 2013

Ranking dos 6º e 9º anos do ensino público em Fafe

6º ano
Agrupamento de Escolas de Fafe - 2,88
Agrupamento de Escolas Professor Carlos Teixeira - 2,83
Agrupamento de Escolas de Montelongo - 2,45

9º ano
Agrupamento de Escolas Professor Carlos Teixeira - 2,47
Agrupamento de Escolas de Fafe - 2,29
Agrupamento de Escolas de Montelongo - 2,19


Depois há quem se admire por perder alunos (turmas completas) para outro agrupamento!
Quando me questionaram sobre as problemáticas dos horários-zero e da perda de alunos, tive oportunidade de explicar, perante os representantes do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Montelongo, que o único caminho que conheço, no actual contexto, para resolver esses problemas é a melhoria da qualidade, com tudo o que ela significa. Mas como há eleições que mais não servem do que para garantir horário e tentar abafar escândalos...


9 de novembro de 2013

Quando os contratos de associação andam à boleia do ensino particular puro e duro!

Depois de saber que a média nacional nas escolas particulares é de 10,71 valores, enquanto no ensino público a média desce para 9,43 valores, resolvi calcular a média dos colégios com contrato de associação servindo-me destas listas e do ranking do Expresso.

Assim concluí que a média nacional nas escolas particulares sobe para 11,53 valores sem os colégios com contrato de associação devido à sua média nacional ser de 9,59 valores.

Se considerarmos que alguns colégios com contrato de associação seleccionam os alunos, quer porque o contrato não engloba a totalidade das turmas, quer porque o fazem (ponto), agora que estes contratos não obedecem legalmente à falta cobertura da rede de escolas públicas é caso para dizer que nestas escolas particulares há muito a melhorar... 


Nota - Não consegui encontrar a média de quatro instituições: Escola de Formação Social e Rural de Lamego; INED - Instituto de Educação e Desenvolvimento (Maia); Colégio de Gaia; Escola de Formação Social e Rural de Leiria.

Ranking das Escolas 2013 - Expresso

Aqui: http://expresso.sapo.pt/ranking-escolas-2013?rank=rank4

4 de novembro de 2013

Vídeo - Repórter TVI: «Verdade inconveniente»

Ver aqui:

Mil


Ensino Secundário - Programas e Metas em Discussão Pública

Para aceder clicar:


A ladroagem da tropilha

Fazendo um exercício de memória pelo espaço temporal de há um ano - recordo ladroagem!

Um horário surripiado...
a eleição palmada por grosseira politiquice...
a simulação de um erro que rapinou a colocação.

Tudo isto com submissos da égua madrinha.

Novos programas no Secundário

Ministério da Educação surpreende com novos programas no Secundário


Direcções das associações de professores lamentam não terem sido ouvidas sobre programas de Português, Matemática A e Física e Química, colocados nesta segunda-feira em consulta pública.

Hoje na TVI às 20:00 - Verdade Inconveniente

Verdade Inconveniente - 4 de novembro 
"São colégios privados, construídos de norte a sul do país e financiados, pelo estado, com muitos milhões. Ao todo, são 81 colégios, pagos por todos nós. muitos deles autorizados ao lado de escolas públicas que conseguem dar resposta. O debate impôe-se, numa altura em que o governo se prepara para mudar a lei que até agora esteve na génese dos contratos de associação. Actualmente, o que se pretende é implementar a chamada liberdade de escolha, abrindo-se caminho ao chamado cheque ensino. Uma equipa da TVI pecorreu o país e encontrou escolas públicas vazias, em risco de fechar, cercadas por colégios privados que nunca deveriam ter tido autorização para serem construídos. Uma teia de cumplicidades que abrange ex-governantes que depois de exercerem os cargos, passaram a trabalhar para grupos económicos detentores de muitos desses colégios, ou ex- diretores regionais de educação que fundaram depois colégios que são pagos com o dinheiro dos contribuintes. Uma grande investigação que mostra o retrato de um país que se prepara para pagar, até ao fim deste ano, mais de 154 milhões de euros em contratos de associação. Uma grande reportagem da jornalista Ana Leal, com imagem de Gonçalo Prego e montagem de Miguel Freitas. Para ver em «Repórter TVI», esta segunda feira, 4 de novembro, no «Jornal das 8»."

Estatuto do Ensino Particular e Cooperativo

Ministério da Educação e Ciência
Aprova o Estatuto do Ensino Particular e Cooperativo de nível não superior