Autor

28 de fevereiro de 2017

O Motorista

2ª prioridade
Marcelo promulga contratação de 3.200 professores precários realçando que: “Deve também assegurar a qualidade do ensino público, bem como uma justa transição de professores que asseguram ou asseguraram o ensino privado contratualizado”.

Mas saberá o homem o que está a dizer? Certamente disse o queria dizer, disso não tenho qualquer dúvida. É por causa deste sentido de justiça que em setembro muitos professores que sempre trabalharam no ensino público serão ultrapassados nas listas e nas colocações por colegas que até terminaram o curso no mesmo ano, com a mesma média, mas que tomaram a opção de trabalhar no ensino privado contratualizado. 

Trata-se realmente de uma justiça exemplar aos olhos de muitos, menos aos meus! 


Sem comentários: