Autor

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Comigo o TPC é estudar!


TPC que serve para mostrar floreados, ou para conseguir cumprir programas, ou para orientar centros de estudo, ou até mesmo para preencher o parâmetro do próprio TPC na avaliação, não recomendo! Mas há professores que gostam de ver o que os alunos copiam nos intervalos! Trabalho é na escola, para casa é preciso é saber orientar o estudo dos alunos.


Quando os TPC se transformam num pesadelo em tempo de férias 

terça-feira, 5 de abril de 2016

EDULOG

O EDULOG é o Think Tank da Educação da
Fundação Belmiro de Azevedo
dedicado à Educação em Portugal, que tem como objetivo ajudar o país a construir um sistema de Educação de confiança.
13 de Abril, Convento do Beato

CONFERÊNCIA SOBRE O IMPACTO DA EDUCAÇÃO NA SOCIEDADE

na qual será apresentado o Estudo sobre o Valor atribuído pelos Portugueses à Educação e contará com as intervenções de John N. Friedman e Pedro Carneiro.
(Participação sujeita a confirmação e lugares disponíveis)
Mais informações:conferencia@edulog.pt

domingo, 20 de março de 2016

Mais uma vez pelo caminho errado...


   Podia não escrever, guardar para mim, mas entendo que não devo deixar passar em claro atitude de quem desde cedo identifiquei as limitações, ou se quiserem as ausências, uma vez que para limitar é preciso ter o que se limita.
  Posso não ser exímio no modo, mas no conteúdo estou certo que não pecarei.
   Tenho por hábito visitar o site do Agrupamento de Escolas que mais me diz em termos de escola pública, por nele ter iniciado a minha profissão, proporcionando-me o primeiro contacto com a escola pública, ter exercido nele a maior parte dos meus 15 anos como professor, e por há três anos me ter disponibilizado para liderar um projecto que não deixasse ir o Agrupamento parar onde hoje chegou. Vontades e preconceitos assim não o entenderam, perdi as eleições, que nada significaria se não soubesse à priori que quem verdadeiramente as perdeu foi quem ao longo destes três anos tem deixado uma perda pedagógica e pessoal irreparável para quem lá passa - os alunos, para quem de lá vive - professores e funcionários.
     Pessoalmente, por mais que queiram colar a este e outros textos a ideia de ressabiamento, apenas lamento esses espíritos pobres de quem, à sua imagem, julga que os outros andam de mal com a vida. Enganam-se!
    Assim, nunca pensei que se chegasse ao ponto de usar a exibição pública de vídeos com os alunos do quadros de mérito do 4º, 6º e 9º anos:
    Para que, definitivamente, não seja mal interpretado, "até dou de barato" o conteúdo e a publicação provinciana do vídeo sobre o Agrupamento:

    Continuo a dizer aquilo que disse há três anos em sede de entrevista ao Conselho Geral Transitório: "Num concelho com três agrupamentos, só pela qualidade conseguiremos dar resposta aos nossos problemas e afirmarmo-nos, fazendo da qualidade o nosso cartão de visita". 

     Exibir é o acto de aparecer de modo forçado quando não se consegue aparecer naturalmente.

    Por fim, para que seja claro, fica o sublinhado na irresponsabilidade como se expõem publicamente os alunos, quer sejam os melhores (no caso dos 3 vídeos dos quadros de mérito), quer sejam os alunos em geral, incluindo alunos indefesos com necessidades educativas especiais (no caso do vídeo sobre o Agrupamento).